O QUE JESUS CRISTO PODE RESPONDER ACERCA DA PREDESTINAÇÃO E ELEIÇÃO?

“Eu sou o Pão da Vida; aquele que vem a mim jamais terá fome, e aquele que crê em mim jamais terá sede. Todavia, como Eu vos disse, embora me tenhais visto, ainda não credes. Todo aquele que o Pai me der, esse virá a mim; e o que vem a mim, de maneira alguma o excluirei. Pois Eu desci do céu, não para fazer a minha própria vontade, mas a vontade daquele que me enviou. E esta é a vontade do Pai, o qual me enviou: que Eu não perca nenhum de todos os que Ele me deu, mas que Eu os ressuscite no último dia. De fato, esta é a vontade daquele que me enviou: que todo aquele que vir o Filho e nele crer tenha a vida eterna, e Eu o ressuscitarei no último dia. Jesus não é compreendido” – João 6:35 – 40.

Por Pr. Plínio Sousa.

(1) E QUEM VIRÁ ATÉ O CRISTO?

“Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora. Porque eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou. E a vontade do Pai que me enviou é esta: Que nenhum de todos aqueles que me deu se perca, mas que o ressuscite no último dia” – João 6:35 – 39.

As palavras de Cristo está de acordo com o ensino paulino em Efésios 1:4, 5 “assim como nos escolheu, nEle, antes da fundação do mundo (“todos aqueles que (o Pai) me deu (na eternidade) não se perca”), para sermos santos e irrepreensíveis perante Ele; e em amor nos predestinou para Ele, para a adoção de filhos, por meio (do Sacrifício) de Jesus Cristo (na Cruz), segundo o beneplácito de sua vontade (Conselho Eterno)”.

Jesus complementa: “De fato, esta é a vontade daquele que me enviou: que todo aquele que vir o Filho e nEle crer tenha a vida eterna, e Eu o ressuscitarei no último dia”. Jesus não é compreendido. Assim como todos os calvinistas que defendem a predestinação e eleição. Mas mesmo assim a Teologia Reformada cresce. E por quê? O evangelho de Cristo é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê. (Romanos 1:16).

(2) TODOS VIRÃO AO CRISTO POR LIVRE-ARBÍTRIO?

“Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou o não trouxer; e eu o ressuscitarei no último dia” – João 6:44.

De acordo com o ensinamento paulino em Efésios 2:1, 5 que declara: “Ele vos vivificou, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados – (…) deu-nos vida com Cristo, estando nós ainda mortos em nossos pecados, portanto: pela graça sois salvos!”. Mortos e separados de Deus, carentes de Deus, sendo filhos da ira e desobedientes a todas as Leis de Deus. (Isaías 59:1 – 21; Romanos 3:23; Efésios 2:3).

 (3) E UMA PESSOA POR SUA PRÓPRIA ESCOLHA NÃO PODE VER A DEUS MESMO CONFESSANDO FÉ EM CRISTO?

“Isso não quer dizer que alguém já tenha visto o Pai, a não ser aquele que vem de Deus; ele já viu o Pai” – João 6:46.

E porque os homens não conseguem ver a Deus Paulo? “Eles estão com o entendimento mergulhado nas trevas e separados da vida de Deus por causa da ignorância em que vivem, devido ao embrutecimento do seu coração” – Efésios 4:18.

Jesus envia Paulo para abrir a visão dos homens por meio do Seu evangelho, Lucas escreve sobre isso, e declara sobre o direto chamado de Paulo por Jesus quando ia a Damasco: “para lhes abrir os olhos e os converteres das trevas para a luz, e do poder de Satanás para Deus, a fim de que recebam o perdão dos pecados e herança entre os que são santificados pela fé em mim” – Atos 26:18. (cf. Mateus 7:31 – 23 – Confissões falsas e desconhecidas por Cristo).

(4) E PORQUE EXISTEM PESSOAS QUE NÃO ACREDITARÃO NO CRISTO, E POR CONSEQUÊNCIA JÁ ESTÃO CONDENADAS?

“Mas há alguns de vós que não crêem. Porque bem sabia Jesus, desde o princípio (desde a eternidade), quem eram os que não criam (não eleitos – réprobos – vasos da ira preparados para perdição – Romanos 9:22), e quem era o que o havia de entregar (Judas Iscariotes – predestinado para ser o traidor entre os discípulos). E dizia: Por isso eu vos disse que ninguém pode vir a mim, se por meu Pai não lhe for concedido” – João 6:64, 65. (Eleição Incondicional). Judas Iscariotes realizou as mesmas obras, e andou com Cristo assim como os onze, mas ele é chamado de filho da perdição por Jesus. “Enquanto Eu estava com eles, protegi-os e os defendi em teu Nome. E nenhum deles se perdeu, exceto o filho da perdição, para que se cumprisse a Escritura (…)” – João 17:12. (cf. NOTA).

NOTA: Judas, natural de Kerioth na Judéia, teve as suas ações reveladas por Deus ao profeta Zacarias e ao salmista Davi. Confira você mesmo a autenticidade do cumprimento dessas predições. São espantosas! Vejamos:

O profeta Zacarias profetisa a negociação de Judas com os sacerdotes e fariseus: “E eu disse-lhes: Se vos parece bem aos vossos olhos, dai-me o que me é devido; e, se não, deixai-o. E pesaram o meu salário, trinta moedas de prata. O Senhor, pois, me disse: arroja isso ao oleiro, esse belo preço em que fui avaliado por eles. E tomei as trinta moedas de prata, e as arrojei ao oleiro na casa do Senhor. (Zacarias 11:12, 13).

Agora, vejamos o literal cumprimento das palavras do profeta neste texto de Mateus 27:3: “Então Judas, que o traíra, vendo que fora condenado, trouxe, arrependido, as trinta moedas de prata aos príncipes dos sacerdotes e aos anciãos”. Fantástico! A palavra de Deus é autoritativa e decretiva.

Davi relata no Salmo 109, as consequências da traição de Judas:

“Quando for julgado, saia condenado: e em pecado se lhe torne a sua oração; sejam poucos os seus dias e outro tome o seu ofício. Sejam órfãos os seus filhos e viúva a sua mulher” (Salmos 109:7 – 9).

Bem, existiria ainda alguma dúvida de estar o salmista se referindo ao traidor Judas Iscariotes?

Leiamos o relato de Lucas em Atos dos Apóstolos, referindo-se às palavras de Davi, no Salmo 109: Pedro declara: “Porque no livro de Salmos está escrito: Fique deserta a sua habitação, e não haja quem nela habite, e tome outro o seu bispado (seu ofício)” – Atos 1:20. E no (v.26) Matias é escolhido em lugar de Judas Iscariotes “Então tiraram sortes, e a sorte caiu sobre Matias; assim, ele foi acrescentado aos onze apóstolos”.

Davi e Zacarias. Dois profetas escolhidos por Deus para anunciar os fatos que envolveriam Judas Iscariotes na mais famosa traição de toda a história humana! Só mesmo o poder onisciente do Altíssimo poderia fazê-lo! Este Deus fantástico que criou e assiste os judeus desde Abraão, é o mesmo que espera a Sua conversão ao Seu Filho Jesus. Releia este texto, quebrante o seu coração. Ele é o Messias profetizado. Ele não é o Salvador político, temporal, mas o Salvador da Sua alma. Regozije-se por Ser um eleito (a). Ou lamente por Sua reprovação. Seus frutos evidenciarão o que Deus decretou na eternidade com o Seu nome.

Outras profecias: Cerca de mil anos antes do nascimento de Jesus Cristo, o salmista Davi escreveu: “Até o meu amigo íntimo, em quem eu confiava, que comia do meu pão, levantou contra mim o calcanhar” (Salmos 41:9). Trata-se de uma profecia que teria o seu comprimento na traição de Judas a Jesus Cristo.

Salmos 55:12 – 14, o salmista Davi torna a falar sobre essa traição:

“Com efeito, não é inimigo que me afronta: se o fosse, eu o suportaria; nem é o que me odeia que se exalta contra mim: pois dele eu me esconderia; mas és tu, homem meu igual, meu companheiro, e meu íntimo amigo. Juntos andávamos, juntos nos entretínhamos, e íamos com a multidão à casa de Deus”. Esse amigo foi Judas, traidor de Jesus. Porque Jesus chamou Judas de amigo no Getsêmani no momento da traição, no momento em que Judas o entregou? Não seria para afirmar a essa profecia? Já havia pensado nisso? – Jesus perguntou: Amigo, que é que o traz?. Então os homens se aproximaram, agarraram Jesus e o prenderam” – Mateus 26:50. Continuemos.

E porque esses homens não acreditarão em Cristo Paulo?

Romanos 11:5 – 10: “Assim, pois, também agora, no tempo de hoje, sobrevive um remanescente segundo a eleição da graça. E, se é pela graça, já não é pelas obras; do contrário, a graça já não é graça. Que diremos, pois? O que Israel busca, isso não conseguiu; mas a eleição o alcançou; e os mais foram endurecidos, como está escrito: Deus lhes deu espírito de entorpecimento, olhos para não ver e ouvidos para não ouvir; até ao dia de hoje. E diz Davi: Torne-se-lhes a mesa em laço e armadilha, em tropeço e punição; escureçam-se-lhes os olhos, para que não vejam, e fiquem para sempre encurvadas as suas costas”.

E mais, em outra parte as Escrituras Sagradas diz: Esta é a pedra em que as pessoas vão tropeçar, a rocha que vai fazê-las cair. Os que não crêem tropeçam, porque desobedecem à mensagem; para o que também foram destinados – 1 Pedro 2:8. A causa de essas pessoas caírem não é a desobediência à mensagem (o evangelho), mas a vontade de Deus em fazer delas pessoas rebeldes “para o que também foram destinados (por Deus)” O termo “Também foram destinados” no grego “kai etethēsan καὶ ἐτέθησαν” – significa algo estabelecido, ordenado. Para o que também foram postos (condicionados). O mesmo divino propósito que, com base na presciência de Deus (conselho), escolheu os leitores de Pedro por Seus próprios filhos, tristemente ordenou os desobedientes para sua única alternativa (a perdição). É isso o que as escrituras ensinam. Então, Deus predestinou pessoas a tropeçarem em Sua palavra com o intuito de manifestar a Sua Santa “ira”? Sim! É exatamente o que está escrito nesse texto. E como posso entender de forma mais clara a essa passagem?

Deve-se fazer um paralelo com Romanos 9:18 – 22 que declara: “Portanto, Deus tem misericórdia de quem Ele quer e endurece o coração de quem Ele quer. Algum de vocês vai me dizer: Se é assim, como é que Deus pode encontrar culpa nas pessoas? Quem pode ir contra a vontade de Deus?. Mas quem é você, meu amigo, para discutir com Deus? Será que um pote de barro pode perguntar a quem o fez: Por que você me fez assim?. Pois o homem que faz o pote tem o direito de usar o barro como quer. Do mesmo barro ele pode fazer dois potes: um pote para uso especial e outro para uso comum. E que direis se Deus, querendo mostrar a Sua ira, e dar a conhecer o Seu poder, suportou com muita paciência os vasos da ira, preparados para a perdição. Quando entendemos quem Deus é (Santo), e o que a Sua criação, em especial o homem se tornou (um pecador que afronta a todos os segundos de Sua vida, a esse Deus Santo e Justo, por Suas ações, palavras e pensamentos), compreendemos com mais clareza esses textos. São textos espirituais, que pessoas carnais jamais entenderão, pois apoiam Seu intelecto as suas obras, se entendessem o significado do Sacrifício de Cristo na Cruz do Calvário, entenderiam possivelmente, talvez um dos motivos por que Deus quis escolher alguns e outros não. Pois, Deus tem amor no centro da Sua justiça, e a Sua justiça no centro de Seu amor. Para Ele ser Deus, se faz necessário manifestar o amor e a Sua justiça, se faz necessário manifestar o Ser Soberano e Criador que Ele é. Do contrário, não seria Deus.

(5) TODOS OS HOMENS SERÃO SALVOS?

“Eu sou o bom pastor. Assim como o Pai me conhece, e eu conheço o Pai, assim também conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem. E estou pronto para morrer por elas (por Suas ovelhas)” – João 10:14. A resposta de Cristo é enfática em declarar que morreria somente por Suas ovelhas. Podemos enfatizar algo na fala de Cristo, se pensarmos por um momento quantos animais existem no mundo e dissermos: gostamos de cavalos. Significa que gostamos de cavalos, e algumas pessoas podem dizer, mas eles também gostam de vacas e cachorros. Mas não foi isso que dissemos. O que dizemos foi: Gostamos de cavalos! Cristo disse que morreria por Suas ovelhas. Não por cabritos, por exemplo!

(…) e porá as ovelhas à Sua direita, mas os cabritos, à esquerda; então, dirá o Rei aos que estiverem à Sua direita: Vinde, benditos (escolhidos) de meu Pai! Entrai na posse do reino que vos está preparado desde a fundação do mundo (eleição incondicional). E o que Cristo dirá para os cabritos? Já percebeu que muitos não conseguem diferenciar uma ovelha de um cabrito? Mas existem características na biologia que os diferenciam. Os cabritos tem carne magra com coloração escura e os cordeiros apresenta carne clara, macia e rica em gordura. E é por causa da alimentação? Não! Tanto ovelhas como cabritos comem da mesma espécie de comida (graça comum). Mas o que isso tem haver com predestinação e eleição? Como posso entender essa analogia? Simples! Vejamos essa ilustração:

“O Carneiro, a ovelha e o cordeiro são da mesma espécie dos ovinos; já as cabras, cabritos e bodes são da espécie dos caprinos e há, visivelmente, muita diferença entre ambas as espécies a começar pelo sabor da carne e também da fase de vida infanto e adulta. O carneiro é um ovino já de fase adulta com mais de um ano de idade, quando já está apto para realizar a cruza com a fêmea. O cordeiro, por outro lado, permanece cordeiro, até um ano de idade, pois nessa fase não tem interesse nenhum pela cruza. O mesmo acontece com os caprinos. O cabrito é o correspondente ao cordeiro em sua fase imatura para o sexo, enquanto o bode é o correspondente do carneiro em sua fase adulta, prontos para a procriação. Agora uma colocação: Jesus Cristo é tido como o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Sabe onde vamos chegar não é? Isso mesmo. Jesus era virgem. Permaneceu Cordeiro e morreu Cordeiro. Na Lei mosaica acontecia o mesmo. Os animais preferidos para fazerem expiação dos pecados dos israelitas eram o cordeiro de até um ano de idade, pois nesta fase eram puros e sem máculas. Não eram contaminados com as fêmeas. Não me perguntem por que é assim. Está escrito assim e aparece assim nas Sagradas Escrituras, a Bíblia Sagrada. Observe também, os textos de (Apocalipse 14:4; cf. Mateus 7:21 – 23)”. “As ovelhas (os eleitos) de Deus são purificadas pelo Sangue do puro e Santo Cordeiro de Deus (Jesus o Cristo) em Seu sacrifício na Cruz, e todos fazem parte na mesma raça – “Mas vocês são a raça escolhida (…)” – 1 Pedro 2:9 (NTLH) – Raça de ovinos!

E os caprinos (cabritos) o que ouvirão?

“Então, o Rei dirá também aos que estiverem à Sua esquerda (Os cabritos impuros – não eleitos – “não virgens”): Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos”. (cf. Apocalipse 14:4).

Seriam essas ovelhas os eleitos? Sim!

 De acordo com o evangelho de João (13:18): “Não falo a respeito de todos vós, “pois eu conheço aqueles que escolhi”; é, antes, para que se cumpra a Escritura: Aquele que come do meu pão levantou contra mim seu calcanhar”. Ou seja, Cristo nessa ocasião está ensinado a Seus discípulos acerca do verdadeiro significado da serventia que seguiria como sinal de humildade a todos que o serviriam como servos (eleitos – os salvos), mas nem todos, pois, Judas Iscariotes de acordo com algumas profecias, como citado acima, havia sido predestinado para ser o filho perdição. Lembremo-nos que Pedro nega a Cristo três vezes, mas é salvo. Não por obras, mas pela eleição de Deus.

(6) O HOMEM PODE EXERCER SEU LIVRE-ARBÍTRIO, E LUTAR COM TODAS AS SUAS FORÇAS PARA OBTER A SALVAÇÃO POR SEUS PRÓPRIOS MÉRITOS?

“Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou o não trouxer (…)” – João 6: 44.

De acordo com a instrução em 2 Timóteo 1:9 onde Paulo declara: (…) que nos salvou e nos chamou com uma santa vocação, não em virtude das nossas obras, mas por causa da Sua própria determinação e graça. Esta graça nos foi dada em Cristo Jesus desde os tempos eternos (…). Em 2 Tessalonicenses 2:13, 14 diz que: “Entretanto, devemos sempre dar graças a Deus por vós, irmãos amados pelo Senhor, porque Deus vos escolheu desde o princípio para a salvação, pela santificação do Espírito e fé na verdade, para o que também vos chamou mediante o nosso evangelho, para alcançardes a glória de nosso Senhor Jesus Cristo”.

(7) O SENHOR JESUS CRISTO DEU A VIDA POR TODOS OS HOMENS DA TERRA?

“Jesus respondeu: — Eu já disse, mas vocês não acreditaram. As obras que eu faço pelo poder do nome do meu Pai falam a favor de mim, mas vocês “não creem porque não são minhas ovelhas (não – eleitos)”. As “minhas ovelhas (eleitos)” escutam a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem. Eu lhes dou a vida eterna, e por isso “elas nunca morrerão. Ninguém poderá arrancá-las da minha mão (perseverança dos santos)”. (Tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo (…) – Filipenses 1:6. O poder que o Pai me deu é maior do que tudo, e ninguém pode arrancá-las da mão dEle.

 (8) QUAL A CONSEQUÊNCIA DE UM CRISTÃO ENSINAR A DOUTRINA DA PREDESTINAÇÃO E ELEIÇÃO?

Então eles tornaram a pegar pedras para matar Jesus. E Ele disse: — Eu fiz diante de vocês muitas coisas boas que o Pai me mandou fazer. Por causa de qual delas vocês querem me matar? Eles responderam: — Não é por causa de nenhuma coisa boa que queremos matá-lo, mas porque, ao dizer isso, você está blasfemando contra Deus. “Pois você, que é apenas um ser humano, está se fazendo de Deus” – João 10:25 – 33.

E como as pessoas tratam os calvinistas quando os mesmos ensinam sobre predestinação e eleição? São com flores ou com pedras? E qual o calvinista que não foi acusado de querer ser Deus, por ensinar que não serão todos salvos? E qual o calvinista que não recebeu o nome de blasfemo por expor o que a Bíblia ensina? Se Cristo ensinou sobre predestinação e eleição, por que não ensinar nos dias atuais? Se Cristo ensinou devo ensinar, se Ele foi mal compreendido, as Suas ovelhas entenderão e aceitarão a Sua palavra, pois elas escutam a Sua voz. Devemos imitá-lo ou não? Sim! Em tudo e em todas as coisas, até nos sofrimentos. O escravo não é maior que o Seu senhor. O cristão não é maior que o Seu Senhor, se perseguiram o Mestre Jesus por Sua palavra, os cristãos também serão perseguidos por Sua palavra. Mas não serão envergonhados diante do Pai (de Deus nem dos anjos) por negarem a Sua palavra. Amém.

“Digo-vos mais: todo aquele que me confessar diante das pessoas, também o Filho do homem (Jesus – a Palavra – o logos) o confessará diante dos anjos de Deus. No entanto, o que me negar (Jesus – a Palavra) diante dos homens será negado diante dos anjos de Deus” – Lucas 12:8, 9.

 (9) E PORQUE AS PESSOAS NÃO CRERÃO NO SENHOR?

“Mas vós não credes, porque não sois das minhas ovelhas, como já vos afirmei” – João 10:26.

De acordo com Atos 13:48 que diz: “Os gentios, ouvindo isto, regozijavam-se e glorificavam a palavra do Senhor; e creram todos os que haviam sido “destinados” para a vida eterna”.

Os que creram e crerão, tem e terão a fé salvífica porque foram predestinados para a salvação. Os que professam a fé em Cristo professam porque são eleitos, e o dom da fé é dado somente aos eleitos.

“Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie; Porque somos feitura Sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas” – Efésios 2:8 – 10.

Portanto, se você acredita em Cristo como único e suficiente Salvador, não foi por você ter o escolhido e o aceitado por Seu evangelho (as boas novas de salvação), mas porque Ele o escolheu desde antes a fundação deste mundo de acordo com a Sua palavra.

“(…) assim como nos escolheu, nEle, antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante Ele; e em amor; nos predestinou para Ele, para a adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade”. (cf. Romanos 8:28 – 30).

“É o amado Filho que se fez maldito, para que os malditos fossem amados, é o Filho que se fez maldito, para que os malditos fossem feitos filhos” (cf. Gálatas 3:13).

E a maior prova da Sua eleição é que o Seu nome não foi escrito no Livro da vida no momento da Sua conversão, ou em algum momento de sua vida, mas desde a eternidade, de acordo com Apocalipse 13:8; 17:8 (NTLH).

“Todos os que vivem na terra o adorarão, menos aqueles que, desde antes da criação do mundo, têm o nome escrito no Livro da Vida , o qual pertence ao Cordeiro, que foi morto” – “O monstro que você viu estava vivo, mas agora não vive mais. Ele está para subir do abismo, e dali sairá, e será destruído. Os moradores da terra que desde a criação do mundo não têm os seus nomes escritos no Livro da Vida ficarão espantados quando olharem para o monstro. Ele estava vivo; agora não vive mais, porém tornará a aparecer”.

Você acreditando ou não na predestinação e eleição, não tirará a bondade e a justiça de Deus em ter te escolhido (a) em Cristo desde antes a fundação do mundo. Você pode até não aceitar a essa instrução bíblica, mas jamais poderá riscar os nomes predestinação e eleição da Escritura. O conselho é que ore e estude a Escritura de forma sincera e verdadeira, dependente de Deus, para que através do Espírito Santo ilumine a Sua mente para a compreensão, e assim você encontre nessa instrução Suas riquezas e tenha gozo, esperança e felicidade em saber que gozará em segurança na terra das bênçãos de Deus, esperando gozar em alegria, unidos para sempre com Deus (Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo) no céu, por meio de Cristo.

“Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai, Ele vo-lo conceda. (…) Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia”. (João 15:16, 19).

(v.20) “Lembrem-se das palavras que eu lhes disse: nenhum escravo é maior do que o seu senhor. Se me perseguiram, também perseguirão vocês. Se obedeceram à minha palavra, também obedecerão à de vocês”.

CONCLUSÃO

Existe justiça em Deus em condenar pecadores à condenação eterna, e existe justiça em Deus em resgatar aqueles que não eram resgatáveis para o gozo eterno, o primeiro decreto, a Sua justiça será por Sua ira, e o segundo decreto a Sua justiça será por Seu imutável amor. Mas não esqueçamos que a Sua justiça e amor não si apoiam nas obras meritórias do homem, mas na morte, e nos méritos infinitos de Seu único, amado e eterno Filho Jesus Cristo. Amém.

“Este é o meu Filho amado em quem me agrado. Ouçam-no!” – Mateus 17:5; cf. Mateus 3:17.

Obrigado Senhor por Sua Palavra.

Paz e graça.

Capa: Marcos Frade.

DOWNLOAD O QUE JESUS CRISTO PODE RESPONDER ACERCA DA PREDESTINAÇÃO E ELEIÇÃO?

Plinio Sousa

Plínio Sousa é fundador do Instituto Reformado Santo Evangelho — IRSE, é Pastor Reformado, Bacharel em Teologia e Mestre em Teologia do N.T. Especializado em Interpretação Bíblica e em Teologia Sistemática; Professor de Grego; Métodos de Estudo Bíblico; EBD — Escola Bíblica Dominical; Teologia do Novo Testamento, Psicologia; Sociologia e Filosofia da Educação, atua como Diretor Geral e Professor do IRSE. É Psicólogo Cristão; Juiz de Paz Eclesiástico; (Autoridade Eclesiástica e Ministro de Confissão Religiosa, Conforme Decreto Lei 3.689/41, artigo 295 VIII §ª 4º); Capelão Cristão; Missionário; Palestrante e Escritor.

Apologista, autor de diversos artigos teológicos, de 04 (quatro) livros, atua como conteudista do Instituto Êxito de Teologia (SP), da WRF — World Reformed Fellowship (Comunidade Mundial Reformada) onde também é membro e do Santo Evangelho (Blogue do IRSE); também atua como co-editor do site Reformados 21. É membro da TDI — Sociedade Brasileira do Design Inteligente sob nº de registro 1057.

Adepto e muito abrangente com a defesa da Teologia Reformada e a herança Puritana. Acredita na inspiração verbal e plenária, na revelação proposicional, infalibilidade, inerrância, clareza e suficiência das Sagradas Escrituras. É Supralapsarianista, Calvinista, Aliancista [Teologia Pactual], Pedobatista, Amilenista, e Cessacionista –, rejeita a crença no livre–arbítrio, no apostolado contemporâneo e nos dons revelacionais. Quanto à liturgia, adota o Princípio Regulador do Culto –, como entenderam os Reformadores.
LER  CRISTO – O VERDADEIRO EVANGELHO
error: Protegido!
%d blogueiros gostam disto: